Jovem são-luizense é destaque ao tocar bumbo em Banda Marcial

          São-luizense, Brenda Medina de Quevedo, 19 anos, filha de José Breno Gomes de Quevedo e Neuza Medina de Quevedo, estudante de Publicidade e Propaganda na Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ é destaque da Banda Marcial do INSA por manusear o Bumbo, instrumento considerado masculino.

         Em entrevista ao Guia São Luiz a jovem conta como teve início o interesse pelo instrumento e como vê as atividades desenvolvidas na banda. 

          Pode ser chamado tanto de Bumbo (entre os brasileiros) como Bombo (os portugueses europeus), em inglês o significando deste instrumento é Bass Drum. O Bumbo é como o coração da bateria, é ele que dá as batidas mais graves e constantes que ajudam na formação do ritmo e como efeito levam as pessoas a se movimentarem de acordo com seu toque.

          O instrumento é comum em bandas marciais de escolas e do exército brasileiro. Porém, tradicionalmente que manuseia o instrumento são homens, mas essa situação está sendo desmistificada e o instrumento está ganhando vez junto às mulheres.


Guia São Luiz – Quando começou o interesse em participar de uma banda marcial? 

Brenda – No ensino fundamental, mais ou menos na sétima série, quando via a Banda do Rui Barbosa ensaiar, havendo também colegas da minha sala que participavam, foi uma das grandes influências, eu tinha muita vergonha de ir lá e pedir para participar, com os conhecidos foi mais fácil.

Guia São Luiz – Porque escolheu o bumbo como instrumento?

Brenda – Pelo interesse do desafio, achava legal demais ver aquelas balacas (as coisas que fazem tocando com as baquetas), fazia dois anos já que tocava o mesmo instrumento, o tarol, um dos instrumentos mais disputados na bateria, o bumbo a maioria não gostava, por ser grande, dando ideia de pesado. Além disso, queria ficar bem na frente (bumbeiros que conheço ficam na primeira fileira da banda), um dos instrumentos que mais “chama atenção” em uma banda, por causa das balacas, gosto de instrumentos de percussão.

Guia São Luiz – É comum mulheres nesse instrumento?

Brenda – Em minha cidade parece que sim, mas quando fui em São Borja, percebi que existem apenas homens nele, de certo por ser um instrumento que precisa de força, as mulheres não gostam muito.

Guia São Luiz – Sofreu algum preconceito, por ser mulher, tocando um instrumento considerado de homem?

Brenda – Não, nunca recebi, tanto que as pessoas acham fantástico gurias tocando bumbo.

Guia São Luiz – Como é o cotidiano de uma banda?

Brenda – Normal, com ensaios durante a semana e alguns no fim de semana para quem não pode vir por causa dos compromissos, como trabalho, faculdade e etc. Quando se tem algum compromisso de apresentação perto, os ensaios são mais longos, com aumento de dias de ensaio durante a semana.

Guia São Luiz – Planos para o futuro?

Brenda – Continuar na banda até aonde me deixarem ficar, se um dia for embora dessa cidade, provavelmente procurarei na cidade nova uma banda para também participar.

Guia São Luiz – Deixe uma mensagem para quem deseja participar de uma banda marcial?

Brenda – Que amarão participar e não vão conseguir sair de lá.

loading...

19 Comentários

  1. Oi Brenda. Respondendo sua pergunta, toco na Banda Marcial Cenecista da cidade de Pedreiras – MA. A pioneira, quem resgatou novamente o 7 de setembro da cidade e deu incentivo para criarem outras bandas aqui. Hoje estamos com aproximadamente 100 componentes mas para o ano queremos mais. E falando do nosso querido bumbo, tudo que voce falou é verdade : – ) e tem mais, quem segura desfile somos nós tambem. Viva os bumbos \o/ Obrigado por ter respondido meu comentario. Beijos querida.

  2. Obriigada riti *—–*

  3. muuito bem Brenda, (Y)

    – a nossa banda conta com uma excelente bumbeira (:

    beijos beijos.

  4. Leandro Santos, qual banda que você participa?
    Muito obrigada pelas felicitações 🙂
    Nós somos o coração de uma Banda, temos um grande valor, o que seria sem nós.

  5. Gostei demais da matéria e parabéns Brenda, admiro muito você moça, também sou bumbeiro de banda marcial e fico muito feliz em saber que existe uma moça linda como você tocando o mesmo instrumento que eu. As balacas realmente são sensacionais para nós bumbeiros. Abraços querida. Muito SUCESSO !!!

  6. Obrigado ao Elogio de Todos *———–*

  7. Parabéns Brenda, bem legal a matéria. Ganhando status positivo devido ao bom trabalho na banda, você merece. Matérias assim devem ser bastante valorizadas. Beijos Bren Bren, continue assim.

  8. É isso ai Brenda!
    Uhummm!

  9. aza brenda! sucesso! =D

  10. Parabéns a Brenda!!!Assim como parabéns a todos os integrantes das bandas marcias de São Luiz Gonzaga. Eu fui integrante da banda marcial do Istituto Nossa Senhora Auxiliadora, e pude perceber a importância que este tipo de atividade tem no desenvolvimento dos jovens tanto na parte intelectual como em todo o desenvolvimento motor, sem falar que retira das ruas jovens que poderiam estar em má companhia ou até mesmo praticando alguns ilicitos,trazendo a eles noção musical. São inumeros os beneficio trazidos pela música sendo que ja avançam estudos sobre a musicoterapia, que visa facilitar e promover comunicação, relacionamento aprendizado, expressão organização e outros. Pra finalizar não posso deixar de saudar o senhor Roque ou Sgt Roque como é conhecido saudando a ele comprimento a todos os instrutores de banda.

  11. Linda matéria.
    Mais linda está menina, parabéns pela sua dedicação, muito saudável e parabéns tbm a menina de branco que coordenava (até me deu vontade de participar)

  12. [email protected]

    gostei da matéria.,.,.!

  13. Quem será que colocou “não gostei” nos comentários, pessoa contra a cultura.

  14. Adorei a matéria.. Parabéns a esta jovem, eu acredito que fui uma das primeiras Mor da banda marcia do insa tocando bumbo. Isto foi no ano de 1993 a 1995. Me orgulho muito disto.

  15. ótima matéria!

    Parabéns Brenda xDDD

  16. Acho que o Adão não tem nada pra fazer o/ É bom participar de algo que preencha os dias, parabéns pela matéria o/ tem que fazer mais matérias com jovens sãoluizenses que participam de algum grupo!

  17. Parabéns Bren o/ Bela entrevista, sucesso na banda!

  18. Muito lindo…Parabéns…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *