Mulher é presa acusada de mandar matar a filha em Santa Cruz

Geni Sins, de 54 anos, foi localizada no início da madrugada desta sexta-feira no Bairro Santa Vitória; ela já está no Presídio Regional |Foto: Igor Müller

A investigação da morte de Francine Sins Matias da Silva, 13 anos, ocorrida no fim de semana passado em Rio Pardinho, no interior de Santa Cruz do Sul, teve uma reviravolta no início da madrugada desta sexta-feira (21). A mãe da vítima, Geni Sins, de 54 anos, foi presa sob acusação de ter mandado matar a adolescente. O autor do crime, Ronaldo dos Santos, 30 anos, era namorado dela e, portanto, padrasto da vítima.
Geni Sins foi presa pela Brigada Militar por volta da 1 hora no Bairro Santa Vitória, em uma residência perto do Hospitalzinho. No fim da noite a Justiça havia expedido um mandado de prisão preventiva contra ela. No pedido de prisão a Polícia Civil sustentou que a mãe seria a mandante do crime.
Levada para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), Geni Sins estava assustada com a prisão. Logo ela foi levada para o Presídio Regional de Santa Cruz. Segundo os policiais, ela não teria comentado o caso durante a prisão, apenas exigiu a presença de um advogado.
AUTOR DO CRIME ESTÁ PRESO
O homem que matou Francine havia sido preso horas antes, no fim da manhã dessa quinta-feira (20). Ronaldo dos Santos estaria a caminho da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) para se entregar à polícia quando o carro do advogado dele foi abordado pela Brigada Militar.
Desde o início da semana havia um mandado de prisão preventiva expedido contra o suspeito. Em um demorado depoimento que se estendeu até o início da noite dessa quinta, Ronaldo dos Santos confessou que estrangulou a adolescente.
Ao que tudo indica, o depoimento do criminoso foi decisivo para a polícia chegar à suposta mandante. Nessa quinta-feira à noite a delegada Lisandra de Castro de Carvalho, da DPCA, havia dito à Gazeta do Sul que os detalhes do depoimento não poderiam ser divulgados para não atrapalhar a investigação. “Há algumas circunstâncias relatadas por ele que ainda precisam ser esclarecidas”, explicou a delegada. A expectativa é que ao longo desta sexta-feira a delegada apresente mais detalhes da investigação, inclusive o motivo do crime que chocou Santa Cruz do Sul.
O CRIME
O corpo de Francine Sins Matias da Silva foi encontrado na manhã do último sábado (15) em uma área de mata na localidade de Entrada Bauermann, no distrito de Rio Pardinho. A menina havia desaparecido na sexta-feira, quando saiu de casa para supostamente comprar chocolates para a Páscoa.
Fonte: Paulo Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *