Régis – Simplesmente tocar uma alma humana

             

Semana passada eu e um amigo muito querido correndo contra todas as probabilidades estatísticas da logística aplicada, conseguimos atravessar o estado gaúcho para assistir a uma palestra de Frei Betto, na Universidade de Caxias do Sul. Péssimas estradas, um frio de menos zero grau, notebook e barras de chocolates nas mochilas, horas de sono reduzidíssimas, litros de café expresso para nos mantermos acordados e pastéis recheados de vento em postos de gasolina para driblarmos a fome. E um desejo gigantesco de ouvir frases maravilhosas do tipo: “Não dá para viver sem sonho, porque nós somos seres de sonhos.” E receber na corrente sanguínea, injeções vitais de energia positiva e força, para continuarmos na dureza da vida real nosso enfrentamento diário contra vários monstros disfarçados de pilares da comunidade!

Se repetiríamos toda correria se necessário fosse? Com certeza, a exceção dos pastéis de vento, que sedutores a primeira vista são enganadores na primeira mordida!

Carlos Alberto Libânio Christo (1944-), teólogo e escritor nascido em Minas Gerais, autor de livros magníficos não é ao vivo e a cores apenas uma aula de sabedoria que te hipnotiza por alguns instantes, é sopro de inspiração divina que permanece no teu cérebro por toda existência. A ele se aplica aquilo que o psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1875-1961) escreveu com louvor: “Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.”

Mário Sérgio Cortella (1954-), filósofo e escritor nascido no estado do Paraná também é outra referência essencial desse mesmo time brilhante, onde o catarinense, teólogo, professor e escritor Leonardo Boff (1938-) é sem quaisquer questionamentos o líder máximo de uma corrente de pensadores e intelectuais brasileiros que são fonte de inspiração, de admiração, de todos os adjetivos bacanas que você puder acrescentar.

Quando se está diante de pessoas assim, o mundo ganha outro significado. E ainda que ao nosso redor, criaturas vis e temerárias, em postos chaves do comando governamental da nossa jovem nação, a todo custo, todo santo dia praticamente a cada nanossegundo, estejam tentando implementar um projeto de destruição generalizada de tudo que foi construído e consertado até aqui, há um sopro divino de luz e esperança.

Nesses momentos delicados, difíceis, estarrecedores, desanimadores, afirmo-lhes ainda é preciso desfrutar de novos amores, belas canções e doces poesias. É preciso se revigorar ouvindo palavras de incentivo de pessoas que já passaram inclusive por momentos piores que os nossos. Frei Betto esteve preso durante a ditadura militar de 1964. Leonardo Boff nem é preciso recordar aqui a figura carismática e imprescindível na história de construção de um Brasil que aspiramos, mas que por intervenção temporária de forças ocultas nacionais escravagistas, forças nefastas doentias do grande irmão do norte e forças colonizadoras de raças alienígenas reptilianas teve seu avanço bloqueado. Eu escrevi “bloqueado” e escrevi “temporariamente” é bom ressaltar!

Há uma guerra em curso de forças anti-espirituais por sobre nossas cabeças, tentando roubar nossas preciosas almas! Mas não se assuste, já estava acontecendo bem antes do que você pudesse imaginar, há algumas décadas, apenas se intensificou agora, porque estamos prestes a mudar nossa frequência dimensional aqui na terra, onde o Brasil é peça chave na nova fase de evolução da espécie humana. Fique tranquilo, não haverá sangue derramado, não entraremos em conflitos bélicos, nem na 3º guerra mundial, ainda que criaturas como o Aécio Neves, o Jair Bolsonaro e o João Dória se esforcem para serem os líderes desmiolados de tamanha lambança.

Não será nada fácil sairmos dessa atual situação política, desestabilizadora e convulsiva, mas sairemos e retomaremos ao nosso patamar de crescimento e diminuição das desigualdades sociais. (Não estou consumido desenfreadamente certas infusões de ervas alucinógenas proibitivas e por consequência, viajando no cosmos e fora da casinha! Não. Não. Não. Nem ervas. Nem sapo cururu. Nem macumba. Nem práticas ciganas milenares de adivinhação. Nem insanidade nem instabilidade emocional por estresse. Pozinho? Algum tipo de pozinho? Somente aquele pretinho de café quentinho, que invade as peças da minha casa antes dos primeiros raios de sol!)

Eis que a Fé move montanhas irmãozinho, isso todo mundo já sabe mas é o trabalho a campo, a ação prática diária seja abertamente identificando seus autores ou de forma anônima, que já está sendo feita que brevemente trará os resultados que mudarão as peças do jogo de xadrez e isso afetará todo continente latino americano de forma benéfica, porque esse novo mundo em expansão já está nascendo e essas forças ocultas nacionais, as nefastas do norte e as mais letais, as alienígenas de galáxias vizinhas, terão que se retirar em definitivo também do nosso território nacional e dos demais rincões!

Mas você não precisa acreditar ou concordar necessariamente com tudo o que estou escrevendo nesse texto. Sem estresse irmãozinho, sem estresse te digo! Apenas se concentre na sua fé, na sua esperança e na sua vontade de mudança. Concentre-se no amor a sua família, aos seus amigos, aos seus vizinhos. Concentre-se em ser solidário, voluntário, fazer o compartilhamento de coisas boas. Concentre-se em ser um colega bacana no trabalho, bom aluno na escola, fiel amigo, um gostoso namorado ou marido. Uma pessoa do bem e que pratica o bem, sem olhar a quem, como nos diz a máxima do ditado popular. Simples assim e estará possibilitando excelentes resultados a todos nós!

E retorno a meu parágrafo anteriormente escrito por ser extremamente essencial. Nesses momentos delicados, difíceis, estarrecedores, desanimadores desfrutar de novos amores, belas canções e doces poesias! Não se pode abandonar a beleza, o talento, a magia, a criatividade e a imaginação. Parafraseando o poeta português Fernando Pessoa (1888-1935), eis a frase que inebria: “Ás vezes ouço passar o vento… E só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.” Ou citando o poeta nativista gaúcho Gujo Teixeira (1972-) “Não teme a sombra quem tem luz dentro da alma.” Ainda que haja excesso de dores, fracassos, tristezas e fatalidades, temos de ser resilientes, levantarmos a cada derrota e voltarmos a investir em nossos projetos, em nossos sonhos e em nossos sentimentos. E fazer parte de novas criações!

E se ainda pairam dúvidas de que também a nossa alma precisa ser tocada por emoções, sentimentos e paixões constantemente… acarinhada por sorrisos, seduzida por lindas canções, meigas poesias ou criações artísticas geniais, que nos impulsionam a levantar da cama mais feliz do que o dia de ontem… recomendo-lhes que assistam ao Triopacito e deixem-se contagiar por toda beleza e magia ali exuberantemente contidas:

https://www.youtube.com/watch?v=RK6Dsq5LwxE …

“Enquanto houver um louco, um poeta e um amante haverá sonho, poesia e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia haverá esperança.” William Shakespeare escreveu essa frase séculos atrás e eu não preciso escrever mais nada! Porque nossas vidas merecem ser vividas intensamente. E somos nós quem decidimos como “vamos interpretar o assovio do vento” e “libertar a luz de dentro da alma,” para pulverizarmos as forças destrutivas, que a todo custo tentam impedir a nossa evolução nesse momento sem precedentes da história de toda humanidade!

Régis Mubarak * 

Graduada Gestão Ambiental/UNOPAR. Especialista Técnica Gestão Contábil/CNEC, Marketing/SENAC e Saúde Pública PMI/UNASUS. Pesquisadora AVA SARU em Exobiologia e Tecnologia da Informação. Escreve para Jornais Impressos na Região Sul e Portais de Notícias da Internet. Também gaúcha, colorada e viciada em café.*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *