Campanha Nacional de Multivacinação termina na sexta-feira

SAÚDE

Confira as vacinas disponibilizadas durante o período

Segue até sexta-feira (22) a Campanha Nacional de Multivacinação. O objetivo da iniciativa é colocar em dia a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos.

Para a vacinação é preciso apresentar na unidade de saúde – a qual deve corresponder a área domiciliar – a Caderneta de Vacinação (que será revisada e atualizada) e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), o qual é solicitado pelo Ministério da Saúde para a avaliação das salas de vacina dos municípios. Confira as vacinas disponibilizadas:

Calendário de Vacinação da Criança Calendário de Vacinação do Adolescente
BCG – ID  Hepatite B
Hepatite B (mantida dose ao nascer) dT  (Dupla tipo adulto)
Penta (DTP/Hib/Hep B) Febre amarela
VIP (Vacina Inativada Poliomielite) Tríplice viral (Sarampo, rubéola, caxumba)
VOP (vacina oral contra pólio) dTpa
VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano) HPV
Vacina Pneumocócica 10 valente Vacina meningocócica conjugada tipo C
Vacina febre amarela
Tríplice viral (Sarampo, rubéola, caxumba)
DTP (tríplice bacteriana)
Vacina meningocócica conjugada  tipo C
Tetraviral (Sarampo, rubéola, caxumba, varicela)
Hepatite A

 PARTICIPAÇÃO

A enfermeira do Centro de Saúde, Patrícia Bressan, informa que a participação da comunidade na campanha – mesmo com a ampliação da faixa etária – está abaixo do esperado. De acordo com a Referência em Imunizações do município, na análise de um posto de vacinação que anteriormente obteve um número absoluto de 293 comparecimentos para revisão da Caderneta de Vacinação, 137 precisaram realizar as vacinas. Neste ano, com a ampliação da faixa etária no mesmo posto, foram contabilizados até o momento 129 comparecimentos e 85 vacinados.

A enfermeira ressalta a importância de participar da mobilização e comparecer nas unidades de saúde. “Mesmo que a família acredite que a Caderneta de Vacinação da criança e do adolescente está em dia, o calendário de vacinas de rotina muda regularmente. Os esquemas têm sido alterados mais de uma vez ao ano, sendo imprescindível a avaliação do vacinador”.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações do Ministério da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *