Grêmio se despede do Brasileirão com derrota

Otero, aos 53 minutos do segundo tempo, decidiu o jogo no Independência

Antildes Bicalho / Agência Photopress/Lancepress

Não faltou empenho e garra para a garotada do Grêmio. Mas o Atlético-MG contou com dois golaços de falta de Otero para virar o jogo no Independência e ganhar por 4 a 3. Com o resultado, o time gaúcho encerrou o Brasileirão como quarto colocado, com 62 pontos, faturando premiação de R$ 5,6 milhões. Com um ponto a menos em relação ao vice-líder Palmeiras, deixou de faturar R$ 5,7 milhões, já que os paulistas ganharam R$ 11,3 milhões pelo segundo lugar.

O Atlético-MG, que precisava de vitória para obter vaga na Libertadores, se atirou ao ataque desde o início. E o goleiro Bruno Grassi trabalhou bastante no Independência. Nos primeiros 15 minutos, foram quatro chances claras do time mineiro, as primeiras com Valdívia, Robinho e Gabriel, que concluíram para fora, e depois com Fred, em que Grassi fez grande defesa.

O Grêmio reagiria na base do contra-ataque. Aos 20, Conrado fez bom cruzamento para Jean Pyerre, dentro da área, que concluiu em cima de Victor.

Mas a pressão mesmo era do time da casa. Aos 25, Otero dominou na entrada da área e mirou o ângulo, mas Grassi saltou com elasticidade para evitar o gol mineiro. Quatro minutos depois, foi a vez de Elias, que tabelou com Fred na entrada da área, mandar um torpedo no travessão do Grêmio.

As chances desperdiçadas deram ao time gaúcho a chance de abrir o placar. E, aos 33, Dionathã cobrou falta que explodiu em Fábio Santos e virou uma assistência para Jean Pyerre, dentro da área, desviar de Victor. O Atlético-MG, no entanto, reagiu rapidamente. Aos 36 minutos, Elias repetiu a mesma tabela feita com Fred minutos antes e, desta vez, teve êxito em vencer Bruno Grassi.

Mas a gurizada do Grêmio mostrou muito brio no Independência. E, aos 44, após um passe de Robinho desviar no árbitro Marcelo Aparecido de Souza, Jean Pyerre dominou e deu um lançamento de cinema para Pepê, que teve a tranquilidade de um veterano para driblar Victor e marcar seu gol. O Atlético-MG, no entanto, reagiu rapidamente mais uma vez. Aos 48, Otero, em uma cobrança de falta precisa, igualou o placar em 2 a 2.

No segundo tempo, o Atlético-MG voltou disposto a virar o placar. Teve chances com Bremer, aos quatro minutos, que cabeceou por cima, e com Valdívia, aos 11, que concluiu fraco de dentro da área para defesa de Grassi.

Só que, na base do contrataque rápido, foi o Grêmio que chegou ao terceiro gol. Aos 15 minutos, Dionathã lançou Pepê pela ponta direita, que cruzou na medida para Batista, que tinha entrado na vaga de Lucas Poletto, surgir entre os zagueiros e fazer o 3 a 2. Mas pela terceira vez o Atlético-MG reagiu rápido. E, aos 20, Robinho disparou pela esquerda e cruzou para Fred, com liberdade, cabecear para empatar o jogo novamente.

O Grêmio por pouco não marcou aos 23 minutos, em bom lançamento de Jean Pyerre para Batista, que obrigou Victor a fazer grande defesa. E o Galo respondeu aos 25, em belo passe de Fred para Gustavo Blanco, que concluiu com perigo e obrigou Grassi a fazer grande defesa. Aos 36, Rafael Moura recebeu na área e quase virou o jogo. Ainda teria tempo para a explusão de Blanco, por carrinho temerário em Batista, e para queda de energia no Independência.

Após 12 minutos de paralisação, Otero, aos 53, cobrou falta no ângulo de Bruno Grassi e definiu o 4 a 3. Assim, o Grêmio encerrou o Brasileirão em quarto lugar.

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *