Orci Machado – A ÁRVORE E O FRUTO

É antiga e verdadeira a máxima de que o fruto nunca cai longe do pé ou seja; do tronco da árvore e a usamos especialmente quando fazemos referência à herança moral de um indivíduo; o que infelizmente está relacionado, geralmente, ao lado negativo desta herança e não acontece por obra do acaso. O cantor Antonio Gringo optou por dizer que o cavaco nunca cai longe do toco; pela mesma obviedade e lógica.

O caso do qual trataremos ratifica a máxima na íntegra. Há pouco mais de uma semana o deputado Roberto Jeferson aquele por demais, conhecido dos brasileiros e invejado pelos paus de todos os galinheiros; como a subestimar debochadamente a nossa inteligência; disse que em uma conversa entre o mesmo e MT, de quem os paus de galinheiro tem uma inveja, ao menos equivalente, se não muito maior; o nome de sua filha Cristiane Brasil teria sido “citado” como possível ministra do trabalho e que o mesmo aprovara e telefonara para a filha, que teria aceitado desempenhar a função.

Mal seu nome surgira e soube-se que a mesma teria dois processos contra si, pelo não cumprimento das leis trabalhistas; tendo sido condenada em um dos casos, a pagar o valor de R$ 60.000,00 a um motorista seu, de quem não teria assinado a carteira de trabalho; não tendo pago nada deste valor até agora; somente há uns dois ou três dias, quando soube que o mesmo daria uma entrevista ao JN; procurou-o prometendo que pagaria tudo, se o mesmo não desse tal entrevista ou não confirmasse o caso à imprensa; não logrando êxito em sua tentativa de calá-lo. Em outro caso, acordara o pagamento de R$ 14.000,00 e estaria pagando a dívida em 10 suaves parcelas.

Mais ou menos 24 horas antes de sua posse prevista para ontem, a justiça atendera liminarmente a um pedido de suspensão de sua posse e também não por acaso, a AGU recorreria da decisão liminar; também não logrando êxito; posto que a decisão liminar fora mantida pela justiça.

Ao invés de buscarem outro nome um pouco menos enroscado; tanto MT, quanto RJ insistem em fazê-la ministra e a própria também; posto que estão pensando em  recorrer ao STF. Se isto acontecer, espera-se que o mesmo salve-se e salve o país de mais este péssimo exemplo.

Tenho dito aos meus alunos, ao longo do tempo, que há um exemplo de dignidade que deveríamos copiar dos cachorros, pois quando um cachorro desconfia que está sendo repreendido por algum erro cometido, humildemente, pondo a cauda entre as pernas, abaixa a cabeça e o olhar, silenciando envergonhadamente, admitindo seu erro; enquanto que um humano na mesma situação, via de regra, não apenas nega seu erro; como argumenta sua defesa como se certo estivesse. É triste mas, é verdade!

 

Orci dos Santos Machado – SLG 10/01/2018

1 Comentário

  1. Adriano Lopes Bueno

    Belo relato sobre atual situação professor Orci, a sociedade está cansada destas barbáries onde a lei e feita apenas para alguns, mas para outros nem se quer tem eficácia, esperamos por dias melhores e que a justiça seja feita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *